A reencarnação foi excluída da Bíblia de propósito, segundo José Reis Chaves

A reencarnação foi excluída da Bíblia de propósito, segundo José Reis Chaves

A reencarnação foi excluída da Bíblia de propósito, segundo José Reis Chaves
5 (100%) 3 vote[s]

A reencarnação está na Bíblia original

José Reis Chaves é palestrante nacional e internacional espírita e de outras correntes espiritualistas. Além disso, é jornalista, biblista, teósofo, pesquisador de Parapsicologia e do Espiritismo na Bíblia e autor de livros, entre outros, “A Reencarnação na Bíblia e na Ciência”.

Ele é colunista do diário O Tempo, e lá publicou um texto em 19 de novembro falando sobre um dos motivos que a reencarnação não aparece na Bíblia.

No texto, José Reis admira-se pela leviandade de teólogos, que aparentemente se empenharam para proclamar a palavra de Deus, se aventuraram para modificar propositalmente as ideias originais contidas na Bíblia para favorecerem a criação de doutrinas criadas pelos mesmos.

Segundo José Reis isso sempre ocorreu na passagem dos séculos, mas foi em 1960 que algumas passagens reencarnacionistas vieram à tona, e novamente foi dada largada a corrida para fazerem as alterações, muitas vezes mutilando o texto, deixando-o em certos pontos sem sentido.

Veja mais: A Bíblia condena o Espiritismo? Entenda esse mal-entendido!

Trechos que falam da reencarnação na Bíblia foram modificados de propósito

José Reis cita um trecho modificado:

“Mas se alguém morreu reviverá? – No tempo de minha corveia eu aguardaria, até chegar o meu revezamento” (Bíblia TEB)

Segundo ele, no original grego, não existia essa pergunta e também não deixava claro uma resposta definitiva. No original, estaria assim:

“Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias de minha existência terrestre, porquanto, a ela voltarei de novo” (Jó 14:14).

É fato que os Judeus, naquele tempo, não sabiam ao certo como se daria o retorno do homem que morreu fisicamente à Terra, dessa forma, optavam pelo termo “ressurreição”, mas para eles, naquele tempo, tinha o mesmo valor que reencarnação.

Veja mais: Por que Jesus falou na cruz: “Meu Deus, por que me abandonaste”?

Nesse contexto, até mesmo São Paulo, que era um grande sabedor do judaísmo, em sua Primeira Carta aos Coríntios (15:15),  disse:

“Temos dois corpos, um da natureza e outro espiritual, e ressuscita o espiritual”.

No original grego, podia-se encontrar a palavra palingenesia. Segundo José Reis, esta palavra tem o mesmo valor para o português:

  • Palin: repetição; Genesis: nascimento. O resultado é: repetição dos nascimentos.

“Todos vós que me seguistes na palingenesia…” (Mateus 19:28 e Tito 3:5).

José Reis aponta que esta palavra está na Bíblia, mas teria sido traduzida de forma incorreta propositalmente, sendo colocada no lugar o termo “regeneração” ou “coisas renovadas”. Também foi colocada uma nota muito confusa que não tem nenhuma relação com o assunto.

Veja mais: Versículos que falam sobre orar pelos governantes – Por que orar por eles?

Fonte: José Reis Chaves, em O Tempo.

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu