A reencarnação foi excluída da Bíblia de propósito, segundo José Reis Chaves

A reencarnação foi excluída da Bíblia de propósito, segundo José Reis Chaves

A reencarnação foi excluída da Bíblia de propósito, segundo José Reis Chaves
5 (100%) 3 votes

A reencarnação está na Bíblia original

José Reis Chaves é palestrante nacional e internacional espírita e de outras correntes espiritualistas. Além disso, é jornalista, biblista, teósofo, pesquisador de Parapsicologia e do Espiritismo na Bíblia e autor de livros, entre outros, “A Reencarnação na Bíblia e na Ciência”.

Ele é colunista do diário O Tempo, e lá publicou um texto em 19 de novembro falando sobre um dos motivos que a reencarnação não aparece na Bíblia.

No texto, José Reis admira-se pela leviandade de teólogos, que aparentemente se empenharam para proclamar a palavra de Deus, se aventuraram para modificar propositalmente as ideias originais contidas na Bíblia para favorecerem a criação de doutrinas criadas pelos mesmos.

Segundo José Reis isso sempre ocorreu na passagem dos séculos, mas foi em 1960 que algumas passagens reencarnacionistas vieram à tona, e novamente foi dada largada a corrida para fazerem as alterações, muitas vezes mutilando o texto, deixando-o em certos pontos sem sentido.

Veja mais: A Bíblia condena o Espiritismo? Entenda esse mal-entendido!

Trechos que falam da reencarnação na Bíblia foram modificados de propósito

José Reis cita um trecho modificado:

“Mas se alguém morreu reviverá? – No tempo de minha corveia eu aguardaria, até chegar o meu revezamento” (Bíblia TEB)

Segundo ele, no original grego, não existia essa pergunta e também não deixava claro uma resposta definitiva. No original, estaria assim:

“Quando o homem está morto, vive sempre; acabando os dias de minha existência terrestre, porquanto, a ela voltarei de novo” (Jó 14:14).

É fato que os Judeus, naquele tempo, não sabiam ao certo como se daria o retorno do homem que morreu fisicamente à Terra, dessa forma, optavam pelo termo “ressurreição”, mas para eles, naquele tempo, tinha o mesmo valor que reencarnação.

Veja mais: Por que Jesus falou na cruz: “Meu Deus, por que me abandonaste”?

Nesse contexto, até mesmo São Paulo, que era um grande sabedor do judaísmo, em sua Primeira Carta aos Coríntios (15:15),  disse:

“Temos dois corpos, um da natureza e outro espiritual, e ressuscita o espiritual”.

No original grego, podia-se encontrar a palavra palingenesia. Segundo José Reis, esta palavra tem o mesmo valor para o português:

  • Palin: repetição; Genesis: nascimento. O resultado é: repetição dos nascimentos.

“Todos vós que me seguistes na palingenesia…” (Mateus 19:28 e Tito 3:5).

José Reis aponta que esta palavra está na Bíblia, mas teria sido traduzida de forma incorreta propositalmente, sendo colocada no lugar o termo “regeneração” ou “coisas renovadas”. Também foi colocada uma nota muito confusa que não tem nenhuma relação com o assunto.

Veja mais: Versículos que falam sobre orar pelos governantes – Por que orar por eles?

Fonte: José Reis Chaves, em O Tempo.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu