O que acontece com a alma das crianças quando morrem?

O que acontece com a alma das crianças quando morrem?

Você já se perguntou o que acontece com as crianças quando morrem? No que será que o Espiritismo difere de outras crenças religiosas em relação ao desencarne das crianças, e de como fica a alma da criança após a morte do corpo físico?

Para resolver essa questão iremos recorrer ao O Livro dos Espíritos (Allan Kardec) e a um trecho da obra de Chico Xavier, chamada “Entre a Terra e o Céu”.

O que acontece com a alma das crianças quando morrem, segundo O Livro dos Espíritos

Sobre este assunto Kardec pergunta aos espíritos se a alma da criança pode ser tão adiantada quanto a de um adulto. E a resposta dos espíritos nos faz crer que, se analisarmos que o espírito daquela criança já viveu várias encarnações, então, sim, a alma infantil pode não ser tão infantil assim, podendo ser muito mais adiantado até mesmo que seus pais!

Poderá ser tão adiantado quanto o de um adulto o Espírito de uma criança que morreu em tenra idade?

“Algumas vezes o é muito mais, porquanto pode dar-se que muito mais já tenha vivido e adquirido maior soma de experiência, sobretudo se progrediu.”

(Questão 197 de O Livro dos Espíritos)

É dito frequentemente que Deus é infinitamente justo e bom. Não seria estranho pensar que ele permite o desencarne de crianças que nem sequer começaram a viver? Calma! O Espiritismo explica por que isso acontece. Para isso usaremos mais uma questão de O Livro dos Espíritos:

Por que tão freqüentemente a vida se interrompe na infância?

“A curta duração da vida da criança pode representar, para o Espírito que a animava, o complemento de existência precedentemente interrompida antes do momento em que devera terminar, e sua morte, também não raro, constitui provação ou expiação para os pais.”

Que sucede ao Espírito de uma criança que morre pequenina?

“Recomeça outra existência.”

(Questão 199 de O Livro dos Espíritos)

O que acontece com as crianças quando morrem 2

A maioria dos espíritas acredita que quando uma criança morre, o espírito retorna a uma forma adulta, para que possa recomeçar.

Em alguns dos livros de André Luiz, há menções de lugares onde os espíritos cuidam das crianças.

Alguém poderia pensar que isso seria uma ocorrência rara, depois que todos os espíritos recém-formados são reencarnados em mundos primitivos.

Há uma explicação para esse mistério no livro psicografado “Entre a Terra e o Céu”, de Chico Xavier, ditado pelo espírito de André Luiz. André Luiz está conversando com seus companheiros quando eles estão visitando um centro para crianças espirituais e, como de costume, André está curioso sobre esses centros, ele registra a seguinte conversa:

O que acontece com a alma das crianças quando morrem? – André Luiz visita um centro para crianças desencarnadas

— Antigamente, na Terra, conforme a teologia clássica, supúnhamos que os inocentes, depois da morte, permaneciam recolhidos ao descanso do limbo, sem a glória do Céu e sem o tormento do inferno, e, nos últimos tempos, com as novas concepções do Espiritualismo, acreditávamos que o menino desencarnado retomasse, de imediato, a sua personalidade de adulto…

– Em muitas situações, é o que acontece – esclareceu Blandina

— […] quando o Espírito já alcançou elevada classe evolutiva, assumindo o comando mental de si mesmo, adquire o poder de facilmente desprender-se das imposições da forma, superando as dificuldades da desencarnação prematura. Conhecemos grandes almas que renasceram na Terra por brevíssimo prazo, simplesmente com o objetivo de acordar corações queridos para a aquisição de valores morais, recobrando, logo após o serviço levado a efeito, a respectiva apresentação que lhes era costumeira.

crianças no mundo espiritual 2

— […] Contudo, para a grande maioria das crianças que desencarnam,  o caminho não é o mesmo. Almas ainda encarceradas no automatismo inconsciente, acham-se relativamente longe do autogoverno. Jazem conduzidas pela Natureza, à maneira das Criancinhas no colo maternal. Não sabem desatar os laços que as aprisionam aos rígidos princípios que orientam o mundo das formas e, por isso, exigem tempo para se renovarem no justo desenvolvimento.

— […] É por esse motivo que não podemos prescindir dos períodos de recuperação para quem se afasta do veículo físico, na fase infantil, de vez que, depois do conflito biológico da reencarnação ou da desencarnação, para quantos se acham nos Primeiros degraus da conquista de poder mental, o tempo deve funcionar como elemento indispensável de restauração. E a variação desse tempo dependerá da aplicação pessoal do aprendiz à aquisição de luz interior, através do próprio aperfeiçoamento moral.

Assim, mais uma vez, nossa capacidade de nos libertar do mundo materialista e nos concentrar no amor e ajudar os outros, faz diferença nas vidas subsequentes.

Com um conjunto superior de conhecimentos, somos capazes de recuperar nossa forma espiritual, enquanto aqueles que reencarnaram para iniciar outra tentativa sem primeiro sentir o gosto da maravilha da vida espiritual estão em desvantagem.

Nós verdadeiramente somos criaturas de nossa própria mente. Devemos investir tanta energia no desenvolvimento de nossos corpos internos quanto em nossa aparência externa.

Veja este vídeo sobre as crianças no além

Tags adicionais: o que acontece com a alma das crianças apos a morte, crianças no mundo espiritual, crianças espiritismo, crianças no plano espiritual, crianças espiritualidade.

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu