O Anjo da Guarda segundo o Espiritismo

O Anjo da Guarda segundo o Espiritismo

O Anjo da Guarda segundo o Espiritismo
5 (100%) 11 votes

O que o Espiritismo diz sobre os anjos da guarda?

Segundo o Espiritismo, os anjos de guarda são espíritos que já se encontram num grau de evolução bem mais elevado. Nesse grau de evolução, já possuem experiência o suficiente para acompanhar pessoas encarnadas.

O nome da função já diz tudo: “da guarda”, ou seja, que tem o dever de nos proteger, orientar o bom caminho, muito embora ainda são poucos os que conseguem captar e atender seus conselhos.

No livro A Revista Espírita -Revista de Estudos Psicológicos, de 1859, na página 41 há uma comunicação mediúnica que fala sobre os “anjos da guarda”. A comunicação foi feita com a presença de espíritos como Santo Agostinho e São Luís.

Em O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, nas questões 489 a 521, os espíritos nos deixam mais revelações sobre o anjo da guarda.

Nas religiões ao redor do mundo, de muitos nomes diferentes podem ser chamados, mas em nada muda sua função

Há Espíritos que se liguem particularmente a um indivíduo para protegê-lo?

– “Há o irmão espiritual, o que chamais o bom Espírito ou o bom gênio.

(O Livro dos Espíritos – Questão 489)

Segundo o Espiritismo, o que é um anjo da guarda e o que fazem?

Os anjos de guarda estão ao vosso lado por ordem de Deus

“Há uma doutrina, a dos anjos guardiães, que, pelo seu encanto e doçura, deveria converter os mais incrédulos. Não vos parece grandemente consoladora a ideia de terdes sempre junto de vós seres que vos são superiores, prontos sempre a vos aconselhar e amparar, a vos ajudar na ascensão à abrupta montanha do bem; mais sinceros e dedicados amigos do que todos os que mais intimamente se vos liguem na Terra? Eles se acham ao vosso lado por ordem de Deus.

Foi Deus quem aí os colocou e, aí permanecendo por amor de Deus, desempenham bela, porém penosa missão. Sim, onde quer que estejais, estarão convosco. Nem nos cárceres, nem nos hospitais, nem nos lugares de devassidão, nem na solidão, estais separados desses amigos a quem não podeis ver, mas cujo brando influxo vossa alma sente, ao mesmo tempo que lhes ouve os ponderados conselhos”.

Qual a missão do anjo da guarda (Espírito protetor)?

– A de um pai com relação aos filhos; a de guiar o seu protegido pela senda do bem, auxiliá-lo com seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições, levantar-lhe o ânimo nas provas da vida.

(O Livro dos Espíritos – Questão 491)

Ah! Se conhecêsseis bem esta verdade! Quanto vos ajudaria nos momentos de crise! Quanto vos livraria dos Espíritos maus! Mas, oh! quantas vezes, no dia solene, não se verá esse anjo constrangido a vos observar: “Não te aconselhei isto? Entretanto, não o fizeste. Não te mostrei o abismo?

Veja mais: Como ter uma relação INABALÁVEL como seu ANJO DA GUARDA?

missao do anjo da guarda segundo o espiritismo 2

Contudo, nele te precipitaste! Não fiz ecoar na tua consciência a voz da verdade? Preferiste, no entanto, seguir os conselhos da mentira!” Oh! interrogai os vossos anjos guardiães; estabelecei entre eles e vós essa terna intimidade que reina entre os melhores amigos.

Não penseis em lhes ocultar nada, pois que eles têm o olhar de Deus e não podeis enganá-los. Pensai no futuro; procurai adiantar-vos na vida presente. Assim fazendo, encurtareis vossas provas e mais felizes tornareis vossas existências. Vamos, homens, coragem!

Pode um anjo da guarda (Espírito protetor) deixar o seu protegido à mercê de outro Espírito que lhe queira fazer mal?

– Os maus Espíritos se unem para neutralizar a ação dos bons. Mas, se o quiser, o protegido dará toda a força ao seu protetor.

(O Livro dos Espíritos – Questão 497)

De uma vez por todas, lançai para longe todos os preconceitos e ideias preconcebidas. Entrai na nova senda que diante dos passos se vos abre. Caminhai! Tendes guias: segui-os. Que a meta não vos falte, porquanto essa meta é o próprio Deus.

Aos que considerem impossível que Espíritos verdadeiramente elevados se consagrem a tarefa tão laboriosa e de todos os instantes, diremos que não vos influenciamos as almas, estando embora muitos milhões de léguas distantes de vós.

O espaço, para nós, nada é, e, não obstante viverem noutro mundo, os nossos Espíritos conservam suas ligações com os vossos. Gozamos de qualidades que não podeis compreender, mas ficai certos de que Deus não nos impôs tarefa superior às nossas forças e de que não vos deixou sós na Terra, sem amigos e sem amparo.

“Cada anjo da guarda tem o seu protegido, pelo qual vela, como o pai pelo filho. Alegra-se, quando o vê no bom caminho; sofre, quando lhe despreza os conselhos”.

Veja mais: 4 formas de receber ajuda dos bons espíritos

anjo guardião allan kardec 2

Não receeis fatigar-nos com as vossas perguntas. Ao contrário, procurai estar sempre em relação conosco. Sereis assim mais fortes e mais felizes. São essas comunicações de cada um com o seu Espírito familiar que fazem sejam médiuns todos os homens, médiuns ignorados hoje, mas que se manifestarão mais tarde e se espalharão qual oceano sem margens, levando de roldão a incredulidade e a ignorância.

Homens doutos, instruí os vossos semelhantes; homens de talento, educai os vossos irmãos. Não imaginais que obras fazeis desse modo: a do Cristo, a que Deus vos impõe. Para que vos outorgou Deus a inteligência e a ciência, senão para repartirdes com os vossos irmãos, senão para fazerdes que se adiantem pela senda que conduz à bem-aventurança, à felicidade eterna?

Momentos haverá em que o Espírito deixe de precisar, de então por diante, do seu anjo da guarda?

Sim, quando ele atinge o ponto de poder guiar-se a si mesmo, como sucede ao estudante, para o qual um momento chega em que não mais precisa de mestre. Isso, porém, não se dá na Terra.

Veja mais: Espíritos que decidem permanecer na casa onde viveram

Divaldo Franco fala sobre a missão do anjo da guarda

Tags adicionais: anjo da guarda espiritismo, anjo da guarda segundo o espiritismo, como conversar com meu anjo da guarda.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu