Como identificar pessoas manipuladoras e como se livrar delas?

Como identificar pessoas manipuladoras e como se livrar delas?

O que é a manipulação? Aquele ato de iludir, moldar. Faz a mente da cabeça de outra pessoa, tenta convencer sua mente, dizendo que só aquela é a aceita. Manipulação psicológica pode ser definida como o exercício de influência indevida  através da distorção mental e exploração emocional, com a intenção de tomar o poder, controle, benefícios e privilégios às custas da vítima. É importante distinguir a influência social saudável da manipulação psicológica. A influência social saudável ocorre entre a maioria das pessoas, e faz parte do dar e receber das relações construtivas. Na manipulação psicológica, uma pessoa é usada para o benefício de outra. O manipulador deliberadamente cria um desequilíbrio de poder, e explora a vítima para satisfazer a sua vontade.

O manipulador vale-se dessas artimanhas para roubar o equilíbrio de uma pessoa ou grupo de pessoas, induzindo, moldando e conduzindo comportamentos, tudo para obter benefícios próprios. Um manipulador é o famoso “lobo em pele de cordeiro”. Pessoa afável, aquele tipo que sempre queremos ter por perto. Um manipulador nato não enxerga ninguém como amigo. Para ele, as pessoas são meras “pontes” que as levarão rumo aos seus objetivos. Manipuladores entram no íntimo de suas vítimas.

A maioria dos manipuladores possui quatro características comuns:
  1. Eles sabem como detectar seus pontos fracos.
  2. Uma vez encontrado, eles usam suas fraquezas contra você.
  3. Por meio das suas astutas maquinações, eles convencem você a desistir de algo que você quer, a fim de servir aos interesses dele(a).
  4. No trabalho, e situações familiares ou sociais, uma vez que o manipulador consegue tirar vantagem de você, ele ou ela provavelmente vai repetir a violação, até que você coloque um fim à exploração.Mãos, Homem, Estágio, Apresentação, Manter, Fantoche

Quais os perfis mais comuns de pessoas manipuladoras?

Pessoas insatisfeitas com suas vidas sociais, amorosas, profissionais e familiares são verdadeiros oceanos de possibilidades para os manipuladores exercerem seus “talentos”. Existem diferentes formas de manipulação, uma para cada situação:

  • O aldrabão: Essa palavra não é muito conhecida. Enganador, mentiroso, vigarista e trapaceiro são os significados. O manipulador aldrabão tem objetivos políticos, financeiros e até mesmo sentimentais;
  • O bruto: O manipulador bruto tem problemas psicológicos. Donos de personalidades narcisistas e perversas. Faz suas vítimas sentirem-se emocionalmente dependentes;
  • O bom: Diferente das outras modalidades, o manipulador bom acredita que tem sentimentos nobres e que pode mudar o mundo conforme sua retidão de caráter.

Como essas pessoas conseguem o que querem? Quais “ferramentas” elas usam?

  • Mentir: Manipuladores têm na mentira sua principal arma. Eles inventam verdades convenientes ao momento e as pessoas que encontrar. Caso você suspeite que alguma coisa não seja verdade, eles sentem-se ofendidos;
  • Bajular: Descobrem o que você adora, o que você detesta, tudo para ganhar sua confiança. Eles comemoram ardentemente suas conquistas, ficam super chateados quando as coisas vão mal. Convencem que você é merecedor do que há de melhor, e que os momentos de “vacas magras” são enormes injustiças cometidas por pessoas cruéis. Manipuladores usam suas descobertas contra você;
  • Favores: Prepare-se para contar com uma pessoa sempre disposta ajudar. Realizar consertos ou providenciar alguém que faça isso. Acompanhar você nas consultas médicas. Manipuladores ajudam compulsivamente. Mas eles saberão quando e como cobrar por esses favores;
  • Promessa: Manipuladores prometem céus e terra. Juram amizade e amor eternos;
  • Ocultar coisas: Um manipulador sabe tudo ao seu respeito. Sem perceber revela endereço, telefone fixo e celular, e-mail, onde estudou, número do sapato, manequim, peso. Porém, quando sentem que as informações não estão vindo na velocidade desejada, usam familiares e amigos da vítima para acelerar o processo, trazendo mais uma pessoa para a sua teia. O manipulador sabe rigorosamente sobre você, entretanto, não há recíproca.

Como evitar essas pessoas?

Quando você observar os tipos de comportamento descritos acima, mantenha uma distância saudável e evite se envolver com a pessoa, a menos que seja absolutamente necessário. Como mencionado anteriormente, as razões para a manipulação psicológica crônica são complexas e profundas. Não é seu trabalho alterar ou salvá-los.

Jamais se culpe! Já que a agenda do manipulador é procurar e explorar seus pontos fracos, é compreensível que vocêImagem relacionada se senta inadequado, ou até mesmo se culpe por não satisfazer o manipulador. Nestas situações é importante lembrar que você não é o problema; você está simplesmente sendo manipulado para se sentir mal, ficando mais suscetível para entregar os seus poderes e direitos.

O manipulador, muitas vezes, também espera uma resposta imediata de você, para maximizar a pressão e seu controle sobre você na situação. (Vendedores chamam isso de “fechar o negócio”.). Nestas situações, em vez de responder de imediato ao pedido do manipulador, considere usar o tempo a seu favor, e se distancie da sua influência imediata.

Um manipulador psicológico também se torna um bullyinador quando quer intimidar ou magoar outra pessoa. A coisa mais importante a ter em mente sobre os bullyinadores é que eles escolhem aqueles que eles percebem como mais fracos, por isso, quando você permanece passiva e complacente, tornar-se um alvo. Bullyinadores são covardes. Quando seus alvos começam a mostrar suas garras e lutar por seus direitos, muitas vezes recuam. Isto é verdade nos pátios das escolas, bem como em ambientes domésticos e de escritório.

Conclusões pessoais:

Se você se meter ao psicólogo, pensando: “Eu vou mudá-lo”, sinto muito. Você vai acabar num poço sem fim. Estas pessoas aprendem com a própria vida que levam e com as sucessivas encarnações. Não precisamos ser apontadores de dedo e querer colocá-los na forca, mas precisamos nos afastar para o nosso próprio bem. Se liga! Cai fora!

Gostou? Não esqueça de COMPARTILHAR!

FONTES:
https://www.eusemfronteiras.com.br/como-reconhecer-e-tratar-um-manipulador/
http://www.psiconlinews.com/2014/12/como-identificar-e-parar-os.html
Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu