Desânimo, preguiça e Espiritismo – A preguiça segundo o Espiritismo

Desânimo, preguiça e Espiritismo – A preguiça segundo o Espiritismo

Desânimo, preguiça e Espiritismo – A preguiça segundo o Espiritismo
5 (100%) 20 votes

Desânimo, preguiça e Espiritismo – Como posso identificar se uma pessoa está cansada ou se ela está com preguiça?

Ao falar de desânimo, preguiça e Espiritismo, tomaremos a palavra desânimo como uma sensação de falta de energia ou esgotamento, ou até cansaço.

Para falarmos sobre desânimo, preguiça e a visão Espírita sobre o tema, citaremos a fala do palestrante e expositor espírita, Marcelo Garcia Kolling.

A preguiça segundo o Espiritismo – Cansaço ou preguiça?

Marcelo Garcia — Para mim, esse esse é um dos pontos principais que a gente tem que ter. Eu estou sendo preguiçoso ou eu trabalhei demais mesmo porque algumas pessoas te cobram excessivamente consideram que cada momento que elas não estão num determinado trabalho elas estão sendo preguiçosas, então, preconceito aí que precisa ser vencido.

O Livro dos Espíritos é o principal livro da obra espírita, ele que trouxe todos os pilares, ele diz assim: o trabalho tem limite, é necessário repouso para que a gente possa trabalhar bem o nosso corpo físico, precisa-se de momentos de descanso para que se continue trabalhando no seu melhor desempenho, na sua melhor performance.

Acontece que o preguiçoso vai ser considerado sempre cansado; e o industrioso (viciado em trabalho) é aquela pessoa que vai se considerar sendo preguiçoso quando ele está no limite. Então a gente tem que tentar entender.

O laborioso, ele já está pensando no que ele pode fazer, ele tá fazendo planos, ele tá juntando energia para voltar para a luta. E o preguiçoso, não. Ele tá fazendo o máximo para conseguir continuar naquele estado; o objetivo dele é continuar não fazendo nada.

Preguiça segundo o Espiritismo – como posso saber se estou sentindo preguiça ou cansaço?

preguiça no espiritismo 2

Marcelo Garcia — Quem está cansado, o objetivo dele é “o que que eu preciso para voltar a trabalhar” e o preguiçoso é “o que que é preciso fazer para continuar na minha inércia”.

Então, naquele momento que você está tomado daquela falta de energia, qual que é a sua preocupação? É conseguir voltar a fazer esforço? Então, você tá esgotado, muito diferente de ser preguiçoso.

O preguiçoso frequentemente não se sente culpado por por estar sendo preguiçoso. Ele não percebe. Ele tem que tomar muito cuidado com a preguiça, porque a preguiça vai destruir a sua auto-imagem, só que por meio de uma culpa silenciosa; é uma culpa que não é manifesta.

Se a pessoa está se sentindo culpada, provavelmente ela é industriosa, ela está esgotada, tá trabalhando de um jeito errado, tá trabalhando demais e não está se sentindo culpada de ter que parar um pouco de não consegui continuar.

Preguiça e espiritismo – O risco de permanecer na zona da preguiça

preguiça e espiritismo 2

Marcelo Garcia — O preguiçoso ele vai, sim… a consciência vai cobrar essa inércia, só que ela não vai se manifestar com sentimento de pesar por estar sem trabalhar.

A nossa imagem depende daquilo que a gente faz. A gente se sente bem conosco à medida que a gente vai conseguindo colocar os nossos talentos em movimento. O preguiçoso, por definição, não ajuda a si mesmo e não ajuda a ninguém.

Isso vai fazer com que ele se considere uma pessoa cada vez menos valor, e daí você junta aquela preguiça e esse sentimento de que ele não vale nada e que, portanto, ele não é capaz.

E daí as coisas vão se alimentando de um ponto de vista negativo a ponto de paralisar perspectivas espirituais.

Tem pessoas que colocam em risco a sua encarnação porque entram nesse ciclo de preguiça e não realização.

Preguiça e espiritismo – Como a preguiça pode surgir na vida de uma pessoa?

preguiça segundo o espiritismo 22

Marcelo Garcia — A origem da preguiça geralmente vem de uma decepção, então se você sofre com aquela falta de energia, ou conhece alguém que sofre, leve essa pessoa pensar um pouquinho sobre isso.

E a partir daí eu começo a ficar hesitante, então, é diferente de ser “exitoso”, nesse, todo aquele que teve êxito que fez muito bem.

Então, ou você fica exitoso, que sente mais capaz de seguir adiante, ou você pega aquela marca e ela te golpeia muito fundo e aí você fala: “ah! não vou fazer”.

E a partir dali, você talvez vá tendo outras pequenas decepções menores até mais porque também você não estava sentindo muito capaz, muito competente, estava se sentindo um pouco inseguro para fazer e também não foi dando certo essas outras coisas.

Você vai tendo aquela aquela coisa que vai ter laçando em volta de você; vai te prendendo e é muito interessante, porque é a sensação de algo que te prende por fora.

Então, um golpe desse que a gente recebeu e não conseguiu trabalhar adequadamente, seja porque a gente já estava fragilizada, por que a gente não buscou um apoio em algum lugar depois de tomar aquele golpe pode nos levar nesse sentido.

Esse golpe pode acontecer na infância, na adolescência, na unidade adulta. Mas na infância a gente costuma ter mais recursos para lidar com ele, porque porque a criança, de algum modo, ela manifesta mais esse golpe que ela recebeu. Então, a gente está prestando atenção nas crianças porque ela muda subitamente o comportamento.

Mas frequentemente a preguiça mesmo vai vir a partir de um golpe que a gente tomou já na idade adulta e daí sofreu em silêncio.

Desânimo, preguiça e Espiritismo – como vencer a preguiça

o que o espiritismo pensa sobre a preguiça 2

Marcelo Garcia — Se você está tomado por aquela preguiça vai ter que ser primeiro no “golpe da vontade”; tem que ser golpeado na vontade.

Você vai pôr a vontade sobre aquela sensação física de preguiça. E nesse caso eu acho que é extremamente valioso se juntar a grupos que fazem tarefas de caridade.

E vá com eles fazendo dentro das suas condições e comece a modificar isso. E depois, vá trabalhando esse teu valor como pessoa, vá trabalhando abra esse trauma passado, tente comunicar com alguém e vá tentando consolidar melhor aquela ferida que é uma mala de pedra que você deixa para trás e vai te permite caminhar com muito mais agilidade.

A resposta e rápida, mais rápida do que as pessoas imaginam. É muito mais fácil de ser tratado que outros transtornos emocionais que a gente possa ter.

Fonte: Transcrição do vídeo “A Vida em Foco #209 – Preguiça”. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=cHsj5_nf2qA&t=1198s.

Tags adicionais: preguiça, espiritismo, desanimo preguiça espiritismo, preguiça no espiritismo, preguiça e espiritismo, preguiça segundo o espiritismo, visao espirita da preguiça, preguiça visao espiritia, como vencer a preguiça.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu