Diarista é demitida por ser espírita e recebe mais de 30 propostas de emprego

Diarista é demitida por ser espírita e recebe mais de 30 propostas de emprego

Avalie esta postagem

Segundo a notícia do Portal BHAZ, a diarista Fernanda Matias Almeida, de 35 anos, que foi demitida por uma patroa por ser espírita.

Diante do acontecido, o caso acabou ganhando grande repercussão nesse início do mês de março. Mas como diz o ditado: “há males que vem para o bem”.

Devido tal repercussão, agora, Fernanda tem emprego para todos os dias da semana. Antes de ser demitida, ela trabalhava em três casas por semana. Com a demissão, ficaram apenas duas. Contudo, agora a diarista pode escolher onde quer trabalhar.

Sobre o caso, Fernanda comenta: “Estou muito feliz! Recebi mais de 30 propostas de emprego e muitas mensagens de apoio. Minha semana está cheia!”

Ver mais: Christiane Torloni fala sobre a dor da perda do filho

Sobre o caso, Fernanda comenta: “Estou muito feliz! Recebi mais de 30 propostas de emprego e muitas mensagens de apoio. Minha semana está cheia!”

Em entrevista ao Portal BHAZ, Fernanda completou: “Amor e caridade, acho que se trata disso. No espiritismo temos muito esse lado, que às vezes as pessoas não entendem” .

A postagem nas redes sociais viralizou graças ao filho. A postagem feita por ele recebeu centenas de mensagens de apoio.

Sobre a postagem na rede social, Fernanda falou: “Eu não esperava por tudo isso, foi algo muito surpreendente. Agradeço também ao Gabriel [filho] por todo o apoio, e também a todos por essa corrente do bem!”

E, finalmente, sobre o ocorrido com sua ex-patroa, Fernanda comenta que não tem ressentimentos e acrescenta: “Na verdade eu estou é agradecida. Graças ao preconceito dela, hoje estou bem melhor. Ela acabou me ajudando”.

Ver mais: Pais são confortados ao receber cartas psicografadas do filho que morreu em acidente de carro

<!–OffMiddle–> <!–OffEnd–>

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu