Espetáculo de humor e Espiritismo em Araçatuba, “A morte é uma piada 2”, traz o mesmo ator de Nosso Lar

Espetáculo de humor e Espiritismo em Araçatuba, “A morte é uma piada 2”, traz o mesmo ator de Nosso Lar

“Se a vida continua e se todos estão aqui de passagem, a ‘morte’ é uma piada!”. Essa é a frase que sustenta e embasa o enredo da segunda temporada da peça “A morte é uma piada 2”, do diretor e ator Renato Pietro. Na próxima segunda-feira (30), véspera de feriado, o público de Araçatuba poderá acompanhar o espetáculo no teatro Paulo Alcides Jorge, a partir das 19h30.

Os ingressos estão sendo comercializados na Livraria Espírita Rolando Perri Cefaly e no Centro Espírita Irmã Angélica. Há desconto de 50% no valor do ingresso para as compras nos dois estabelecimentos, até as 15h do dia 30.

Após o retorno das turnês do EUA, Uruguai e Argentina, Renato Prieto decide que tem que fazer a vontade de seu público e montar uma nova versão da peça A morte é uma piada.

Com um texto que se entrelaça no drama e comédia em narrativas do cotidiano, com uma forma bem humorada e sensível, dialoga com sua plateia sobre temas que merecem atenção, como vida, sonhos, morte e o relacionamento entre as pessoas no contexto humano.

Com uma pegada Stand up comedy, mas com uma refinada e tradicional teatralidade, a peça aproxima e diverte o público. Essa conexão leva a reflexão com alguns dos textos e, a alegria com os causos, piadas e tiras que ali são apresentadas pelos atores Renato Prieto, Rogério Faria e Victor Meirelles.

Um espetáculo de humor, reflexão e espiritualidade, traz histórias de um tema onipresente e universal, segundo seus idealizadores. A espinha dorsal do espetáculo é tratar o tema de forma peculiar e humorada, levando o espectador a momentos de compreensão, reflexão e desmistificação do assunto vida/morte, sejam elas engraçadas ou não e sem perder a sua função de entretenimento com um teatro de qualidade. Todo o tema é tratado com leveza para o público, levando-os a refletir sobre a vida.

Segundo Renato Prieto, a peça traz um “humor, é muito sadio, simples de ser entendido. Não é uma coisa de ficar mexendo num tema, sem ter uma propriedade de assunto. É um humor pertinente ao assunto”. Ele também relata a alta interação do público com a peça.

A peça será aberta com a leitura de uma carta psicografada da mãe do ator principal, que faleceu há 14 anos. “Começa permeando essa mensagem. A partir daí, vai se ligando um quadro no outro, levando uma mensagem leve e perceptível”, explica Renato.

Para os organizadores, o espetáculo “A morte é uma piada 2” tem como principal objetivo oferecer um texto cativante com uma linguagem teatral clara e ao mesmo tempo divertida e acessível, dando a qualquer público a oportunidade de reflexão e ensinamentos sobre um tema universal, que origina questionamentos inquietantes.

O processo criativo do espetáculo está estruturado, segundo seus idealizadores, “em cima de ideias que o homem tem sobre a morte, que independente da escolha filosófica ou religiosa, acredita que a vida continua, logo a “morte” é uma piada e todos terão que passar”.

“Como que, ao mesmo tempo em que Deus é bom para todos, ele condenaria uma pessoa a queimar no inferno, sem ter a chance de ser perdoado?”, questiona o ator e diretor da peça Renato Prieto, que enfatiza que as ideiais espíritas sobre a morte vêm ocupando esse antigo conceito.

“Num país com tanta diferença social, que justiça divina seria essa, que condena uns a viver na miséria e outros vivendo muito bem, usufruindo de toda a fartura do país?”, novamente provoca o ator.

Para ele, a maior prova de que os ideais do espiritismo kardecista estejam se propagando está refletida na quantidade de filmes, novelas, séries e peças que retratam os temas. Um exemplo citado pelo ator é “Nosso Lar”, no qual ele protagonizou o médico André Luiz, célebre nas publicações espíritas, e que levou mais de 40 milhões de pessoas a acompanharem o longa em todo o mundo.

Com mais de 30 anos de carreira, Renato Prieto é ator e diretor teatral. Já atuou em TV e teatro, tendo estado em mais de 35 produções. Seu papel de maior destaque foi ser protagonista do filme Nosso Lar, interpretando o médico André Luiz.

Atualmente, Nosso Lar já foi visto por mais de 10 milhões de pessoas no Brasil, sendo exibido em mais de 45 países no mundo.

Já Rogério Faria é ator e cineasta e estudou na Escola de Cinema Darcy Ribeiro. Fez participação em telenovelas como Eterna Magia, Torre de Babel, Zazá, Barriga de Aluguel, Labirinto e Aquarela do Brasil. No teatro, participou de montagens como A vida é sonho, Além da Vida, O Semeador de Estrelas e Nosso Lar.

Victor Meirelles é ator, arte educador e ativista cultural. Meirelles já atuou na TV em participações no Hoje em Dia da Record, Mulher Invisível e Agamenon. No teatro, ele já realizou espetáculos como Encontros Impossíveis, Mãe Coragem, Cantos do Brasil, Bullying não quero ir para Escola.

Fonte: http://www.folhadaregiao.com.br/ara%C3%A7atuba/a-morte-refletida-em-risos-1.401742

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu