Nenhum espírito mau será mau para sempre!

Nenhum espírito mau será mau para sempre!

Espíritos maus um dia irão se arrepender e buscar a luz

Em nossa cultura, nossa mitologia, por assim dizer, quando se pensa nos poderosos Senhores do Inferno, surge uma visão de um diabo distorcido que personifica o mal. Mal eterno.

Segundo o Espiritismo, nenhum espírito ignora a luz para sempre. Um dia ele vai se render.

Espíritos maus – Não existe o mal absoluto!

No livro do Reverendo Owen, que é uma coleção de quatro de seus livros, “Vida Além do Véu”, na seção “Os Baixos Planos do Céu”, sua mãe conta uma história sobre uma mulher em seu nível que experimenta problemas porque não se reencontra com seu marido.

A mãe do Reverendo Owen fazia parte de um pequeno grupo quando meditavam como ajudar a mulher. Eles receberam uma visão de um homem menor curvando-se para um homem maior. Depois de algum tempo, o homem maior levantou o homem menor e o deixou seguir seu caminho.

O grupo não sabia como interpretar essa visão, então eles contaram com a ajuda de um espírito superior.

Este espírito superior disse a eles que deixassem a mulher saber para ir até a ponte, onde os espíritos que residem na Umbra, ou Zona Inferior.

O alto espírito explicou que a figura maior era um tipo de “Anjo das Trevas”, ou como falamos no Espiritismo, um espírito das zonas inferiores, mas que detinha certa autoridade naquele local. Em outras palavras, um poderoso Senhor no Mundo Inferior, que permitira que o marido da mulher saísse e viajasse para o céu para encontrar sua esposa.

Veja mais: Como afastar espíritos obsessores — Por Divaldo Franco

Um espírito mal pode ser capaz de fazer o bem às vezes?

O grupo ficou surpreso, eles perguntaram como uma pessoa tão má poderia ser capaz de fazer o bem.

“Meus queridos amigos, o Reino de Deus Nosso Pai é um lugar muito mais maravilhoso do que podem imaginar. Vocês jamais se defrontaram ainda com um reino ou esfera que fosse completo por si mesmo, independente e separado dos demais. Nem há nenhum assim.

Aquele anjo trevoso mescla, em si, muitas esferas de conhecimento, bondade e maldade. Ele permanece onde está, primeiro por causa da maldade remanescente nele, que o incapacita para as regiões de luz.

Ele permanece ali também porque ele poderia progredir se quisesse, mas mesmo assim ele não o deseja por enquanto, em parte por causa de sua obstinação, e parte porque ele ainda odeia a luz, e acha que os que partem para a horrível montanha são loucos, pois a dor e as agonias são mais intensas ali, em razão do contraste com o que veem entre a luz e a escuridão”.

Espíritos de luz não forçam espíritos maus a buscar a luz

Dizem-nos que todos, em todos os momentos, podem exercer o seu livre-arbítrio. Ninguém é forçado a evoluir. Seja qual for a noção que uma pessoa tenha, por mais ilusória ou autodestrutiva, é o seu próprio negócio.

Isso é notável porque os Espíritos superiores poderiam, se assim escolherem, manipular a mente de um espírito inferior para qualquer direção que desejassem. Mesmo que uma nova perspectiva tornasse a vida mais fácil para o espírito mal orientado.

Isso prova que o mundo espiritual não trabalha para fabricar robôs, até robôs que se saem bem. Eles desejam que todas as almas retenham seu temperamento peculiar e tragam para os níveis mais elevados suas forças particulares.

Quando o espírito superior falou sobre as “dores e agonias” daqueles que se esforçam para subir na luz, ele estava se referindo ao fato de que, à medida que um espírito ascende, sua mente se torna mais clara e mais capaz de se concentrar.

Isso resulta em uma análise mais cuidadosa de seus feitos errados do passado e um sentimento amargo do dano que eles causaram aos outros.

Veja mais: Influência dos espíritos em nossos pensamentos e atos

O espírito elevado continua a explicar o que se passava na mente do espírito mau

“Ele torturou e maltratou algumas vezes este mesmo homem a quem vocês viram com ele, e o fez com a crueldade de um fanfarrão covarde. Mas, como viram, isto foi superado e quando o homem implorou nesta última vez, alguma corda sensível no coração do outro vibrou um pouquinho só, e, num impulso, temendo uma reversão em suas intenções, liberou sua vítima que desejou empreender a jornada, e apontou-lhe o caminho, sem dúvida pensando em seu coração no quanto ele era estúpido e contudo, talvez, um estúpido mais inteligente que ele, afinal de contas”.

Assim, uma pequena chama de bondade sobrevive em um coração escuro. Ninguém é mal, existe bem em todos. Em seguida, vem uma declaração esclarecedora sobre o potencial desse espírito mal-intencionado na terra das trevas. O alto espírito nos diz:

“Há, como sabemos, muitos “anjos das trevas” que estão na escuridão por causa de algum desvio em seu comportamento, algum traço de obstinação que os previne contra o que é bom dentro deles, fazendo esse efeito. E estes, um dia, podem nos ultrapassar na estrada das eras, e, no Reino dos Céus, tornarem-se maiores que nós, que hoje somos mais abençoados que eles”.

As mesmas características que faziam da pobre alma um senhor do mal, quando voltadas para o bem, podiam concebivelmente tornar essa mesma pessoa um anjo eficaz de misericórdia. Pois, em vez de concentrar sua energia e intelecto em maquinações cruéis, ele poderia um dia aproveitar suas consideráveis qualidades de liderança em atos benevolentes.

Em suma, nunca há um beco sem saída para qualquer alma no universo. A pessoa que você insulta hoje tem a capacidade de gerar bondade no futuro. Compreensão, cuidado e perdão é a mensagem enviada a nós por Jesus e é parte integrante da Lei Divina que nos guia a todos.

Veja mais: Como os Espíritos de Luz se antecipam para combater tragédias e guerras?

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu