Por que os espíritos precisam ter o MÁXIMO de cuidado ao fazer REVELAÇÕES aos médiuns?

Por que os espíritos precisam ter o MÁXIMO de cuidado ao fazer REVELAÇÕES aos médiuns?

Por que os espíritos precisam ter o MÁXIMO de cuidado ao fazer REVELAÇÕES aos médiuns?
5 (100%) 1 vote

Muitos médiuns escreveram como eles receberam comunicações do domínio espiritual. Alguns dizem que canalizaram um certo espírito, outros, uma coleção de espíritos de vários níveis.

A informação que compartilham conosco geralmente é interessante e esclarecedora. Mas, você já se perguntou como o domínio espiritual gerencia o processo de nos enviar informações e revelações que são destinadas a mudar nossas vidas?

Embora existam muitos médiuns e grupos de médiuns que se comunicam com espíritos individuais (espíritos em vários níveis) por uma variedade de razões; Quando a mensagem é importante para o mundo espiritual ser entregue de forma clara e precisa há um processo mais complexo no trabalho.

Em um discurso, por Geraldo Neto Lemos, uma das pessoas que trabalharam em estreita colaboração com Chico. Ele discutiu como a série de livros do espírito Andre Luiz foi escrita e psicografada por Chico Xavier.

Geraldo nos disse que um comitê de 12 espíritos evoluídos ajudou a escrever os livros de Andre Luiz. Ele só revelaria um dos nomes dos espíritos – Sócrates era um dos autores.

Veja mais:

Geraldo explicou ainda que a série de livros apenas nos dá um toque da verdade do mundo espiritual. A cortina foi levantada o suficiente para nos permitir uma olhada no que está além.

Chico Xavier psicografou mais de quatrocentos e cinquenta livros de vários espíritos. Eles nos trouxeram uma fonte de informações de como o mundo espiritual está organizado e como somos ajudados e guiados. Chico continuou no trabalho de Allan Kardec, o homem que codificou o Espiritismo, com a ajuda de muitos médiuns em toda a Europa na década de 1850.

Então veja, que não basta apenas um espírito, mesmo que muito iluminado, simplesmente querer. Deve haver um grande consenso entre vários espíritos de ordem superior para que essas mensagens possam ser disseminadas.

No livro Vida Além do Véu, do Reverendo G. Vale Owen, no ano de 1917, o espírito de Kathleen nos ajuda a entender o cuidado e o esforço dedicado pelos espíritos superiores para facilitar a entrega bem sucedida de uma mensagem, nos fazendo entender as dificuldades de qualquer comunicação de espíritos para humanos.

“Por causa de muitas complicações intrincadas, encontramos às vezes, quando lemos sobre a mensagem que damos, aquilo que tentamos impressionar não é aparente, e alguma quantidade menor do que não tínhamos em mente aparece.”

Ou seja, algumas partes das mensagens que às vezes nos são passadas podem se perder, enquanto outras coisas que os espíritos não tinham a intenção de falar, acabam vindo à tona. Tudo isso pode ocorrer devido a “grossura” do véu, que acaba atrapalhando em certos momentos a comunicação espiritual, como comenta abaixo:

“Esta é apenas uma conseqüência natural da intervenção de um véu tão grosso entre a esfera de onde falamos e aquela em que o gravador vive sua vida.

A atmosfera das duas esferas é tão diversa em qualidade que, ao passar de um para o outro, sempre há uma diminuição de velocidade tão súbita e tão marcada que um choque é dado ao fluxo de nossos pensamentos, e é produzido, apenas na fronteira, alguma confusão inevitável.

É como um rio caindo sobre um estrondo em um nível mais baixo. Tentamos entrar, onde o fluxo não é tão perturbado, e nossa mensagem vem mais claramente. Mas esta é uma das muitas dificuldades que encontramos “.

Pior que isso ainda é meio complicado pra gente entender em primeiro momento, pois só os espíritos sabem, com exatidão, como funciona essa trabalheira toda de entrar em comunicação conosco.

A verdade é que nós humanos encarnados somos infinitamente mais lentos da mente na nossa forma física do que na forma espiritual. Nós somos como o bebê que machuca a mão, ele olha a mão, então seus lábios começam a tremer, só depois de um atraso de segundos ele começa a chorar porque ele percebe que está com dor.

O mundo espiritual nos olha da mesma forma – eles sabem que somos lentos e nem todos -, então discussões complexas levarão tempo ou serão abandonadas completamente. De forma bem humorada, seria como ensinar matemática do 2º grau para uma criança de cinco anos.

Veja mais:

Nossas mentes estão tão cheias de pensamentos conflitantes e desorganizados; nós encontrando apenas em alguns breves momentos de clareza. Dessa forma, os espíritos precisam ser precisos nesse momento de calma para tentar nos fazer contato.

É por isso que os espíritos do mundo espiritual superior aconselham com frequência para os médiuns praticarem a meditação e a oração. Eles estão esperando por um meio para que sua mensagem possa penetrar na mente.

Já pensou que bagunça seria feita se informações valiosas fossem entregues e interpretadas de forma equivocada? Que desastre seria, hein!?

Fontes:

  • Owen, R. G. (2012). The Life Beyond the Veil. Pahrump, NV: Square Circles Publishing.
  • YouTube. (2016, September 1). Geraldo Lemos Neto no Grupo Espírita Francisco Xavier – Porto Alegre | Parte 1 . Retrieved from YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=F-EsXDOYGsU
  • https://nwspiritism.com/
Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu