Homem espírita e filósofo morre ao vivo durante entrevista

Homem espírita e filósofo morre ao vivo durante entrevista

Homem espírita e filósofo morre ao vivo durante entrevista
Avalie esta postagem

Nesse ano de 2014, mais precisamente no dia 27 de fevereiro, a comunidade espírita brasileira vivenciou o desencarne do Filósofo e escritor espírita Romeu de Toledo Zandoná.

Segundo o portal espírita na internet da TV Mundo Maior, Romeu participava do programa “Nova Consciência – A Força das Ideias” da Rádio Boa Nova, com Jether Jacomini, quando sentiu-se mal e partiu para a pátria espiritual de forma serena.

Como se fosse por coincidência, mas sabemos que ela não existe, no momento do seu desencarne, Romeu estava abordado o livro “O Mistério do Ser ante a Dor e a Morte”, de José Herculano Pires, Romeu “tratava do assunto de maneira racional e segura, deixando uma frase que vai ficar marcada como um relato de que a morte não existe, é apenas um renascimento”, como diz a matéria no site original.

A conversa da entrevista tinha tomado o rumo justamente sobre a morte, ou melhor, o desencarne.

Jether Jacomini, era quem estava sendo o entrevistador no momento da conversa e, segundo ele, combinaram justamente o livro do Herculano Pires sobre este tema para ser trabalhado na entrevista.

De repente, de uma forma muito tranquila, Romeu, como se estivesse percebendo o momento do próprio desencarne, disse:

— Rapaz, eu estou sumindo!

Assista o vídeo abaixo e veja como se deu a situação, inclusive a cena prestes ao desencarne.

“… não é a morte, mas sim o sair de si mesmo na fênix que renasce a cada encarnação. O pensamento de Deus é a fênix aparecendo no universo, nas cinzas da liberdade.” – Romeu de Toledo Zandoná

Fonte da matéria: TV Mundo Maior

Veja mais:

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu