Qual a Visão do Espiritismo Sobre os Irmãos Siameses?

Qual a Visão do Espiritismo Sobre os Irmãos Siameses?

Os gêmeos siameses, também chamados de gêmeos conjugados ou xifópagos são aqueles que nascem fisicamente conectados um ao outro.

Essa conexão pode se dar por diversas partes do corpo: pelo peito, pela cabeça, abdome, ou ainda podem dividir um só corpo, dividindo-se apenas na região do pescoço, ficando, assim, um corpo com duas cabeças.

Um caso bem incomum, é o das irmãs Abigail Hensel e Brittany Hensel , que são gêmeas siamesas do tipo “dicefálica parapagus”, que significa exatamente o que dissemos no parágrafo acima. Elas têm cabeças mas seus corpos são unidos num único corpo.

Veja mais: Entrevista com uma suicida – Psicografia de Chico Xavier

Irmãs Abigail Hensel e Brittany Hensel
Irmãs Abigail Hensel e Brittany Hensel

No caso delas, internamente, possuem órgãos separados: elas têm dois braços, duas pernas, quatro pulmões, dois corações, duas espinhas, duas medulas espinhais, um fígado, dois estômagos, um intestino grosso e um intestino delgado, três rins, um conjunto de órgãos reprodutivos, uma bexiga e uma uretra.

Infelizmente muitos dos casos de gêmeos siameses não têm a mesma “sorte”, pois os órgãos vitais são compartilhados, impedindo a vida, ou exigindo uma escolha dos pais por preservar uma e sacrificar a outra.

Veja mais: Desânimo, preguiça e Espiritismo – A preguiça segundo o Espiritismo

E o Espiritismo o que diz sobre isso?

Os gêmeos siameses tem apenas uma alma, ou existe a presença de duas almas dando vida ao corpo?

Tudo nos leva a crer que naquele tempo em que Kardec vivia, existia uma dúvida em saber se eram duas almas que habitavam no corpo compartilhado ou somente uma.

Para acabar com a dúvida, Kardec faz esta pergunta aos espíritos amigos, e eles responderam. A pergunta de Kardec foi a seguinte:

212. Há dois Espíritos, ou, por outra, duas almas, nas crianças cujos corpos nascem ligados, tendo comuns alguns órgãos?

Pergunga 212 de O Livro dos Espíritos

A resposta que Kardec obteve dos espíritos foi esta:

“Sim, mas a semelhança entre elas é tal que faz vos pareçam, em muitos casos, uma só.”

Devido ao fato desses gêmeos geralmente terem hábitos semelhantes, modo de ser semelhantes, em grupos semelhantes… as pessoas daquele tempo de Kardec podiam imaginar que, pela similitude das tendências, se tratasse de um mesmo espírito que estivesse ocupando aquele corpo.

Existe um livro escrito por Humberto de Campos que se chama “Pontos e Contos”. Este livro contém histórias contadas através de Francisco Cândido Xavier e nele tem um capítulo, que tem como título “A grande cabeça”.

Veja mais: A infância segundo o Espiritismo – Por que devemos passar pela infância?

Frase do espírito Miramez sobre encontros no mundo dos espíritos
Frase do espírito Miramez sobre encontros no mundo dos espíritos

Neste, conta-se um caso de gêmeos em que a situação é bastante conturbada por erros do passado.

Enquanto existe outro capítulo, em uma outra obra, em que dois espíritos que se odeiam e tem uma ligação terrível consigo mesmos de raiva, de ódio, de confusão… Eles acabam renascendo, tomando o mesmo corpo e tendo o corpo encimado por duas cabeças.

Eram os mesmos espíritos, agora irmãos, que ao invés de se odiarem e se hostilizarem, devem, pois, agir em cumplicidade por toda a vida terrena.

Veja mais: Espíritos que não reencarnam mais na Terra – Mensagem do Apóstolo Paulo

São experiências muito boas que o autor espiritual Humberto de Campos nos traz em vários dos seus livros, entre eles estes dois capítulos que citamos aqui para que nós aprendamos, então, que, geralmente, esses casos são espíritos que se reúnem para desenvolverem afinidades que antes não foram possíveis em função da suas hostilidades, das dificuldades de convivência… Agora, são obrigados a conviver.

A justiça divina e os irmãos siameses

O espíritode Miramez traz uma reflexão sobre esses irmãos que nascem ligados:

Eles nascem ligados pela força da justiça divina, que tudo faz para a paz das criaturas e usa de todos os meios para a devida reconciliação. Um dos meios é esse em referência, dos Espíritos nascerem em corpos ligados, que os obriga a respirarem juntos, a comerem juntos, a descansarem juntos e a terem, por vezes, as mesmas ideias.

O corpo, nesse caso, é mais do que uma prisão; ele inspira ideias de renovação e, ainda, a assistência dos pais ajuda esses Espíritos, pelo carinho que não falta, a sentirem a bondade de Deus mesmo no arrocho das provas.

(…) pode haver afinidades de sentimentos, tanto do passado quanto do presente, porém, nem sempre é assim. Podem ser Espíritos inimigos, a quem os braços da carne faz esquecer as faltas, sendo que o perdão é como que a chave que abre as portas da prisão biológica.

Espírtito Miramez comenta sobre a questão 212 de O Livro dos Espíritos.

Veja mais: Visão espírita das pessoas que morrem por acidentes

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu