Por que Jesus falou na cruz: “Meu Deus, por que me abandonaste”?

Por que Jesus falou na cruz: “Meu Deus, por que me abandonaste”?

Por que Jesus falou na cruz: “Meu Deus, por que me abandonaste”?
5 (100%) 10 votes

Haroldo Dutra explica por que Jesus falou “meu Deus, meu Deus por que me abandonaste”

Quando pensamos que esta frase foi dita por Jesus, é normal que nos venha uma certa curiosidade e um tanto de incertezas. Meu Deus, meu Deus por que me desamparaste – Teria Jesus fraquejado diante do desencarne do seu corpo? Jesus estava mesmo se sentindo abandonado por Deus? Por que ele teria dito essas palavras?

Haroldo Dutra — Quando Jesus estava na cruz ele pronunciou em aramaico as seguintes palavras “Eli, Eli, lemá sabachtáni”, que significa “meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste” ou “meu Deus, Meu Deus por que me desamparaste”.

E muitas pessoas ficam perplexos, imaginando por que Jesus disse essas palavras. Mas na verdade Jesus recitava o Salmo 22 Versículo 1, que diz exatamente: Meu Deus, meu Deus, por que me desamparaste.

“Meu Deus, meu Deus, por que me abandonaste” – Que salmo é esse?

Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Por que te alongas do meu auxílio e das palavras do meu bramido?

Salmos 22:1

Por que Jesus receitou esse salmo na cruz?

É preciso, então, que a gente faça uma viagem, nós recorremos no tempo ao tempo do Rei Davi, porque esse Salmo é um Salmo davídico. É um Salmo em que Davi nos seus apuros, nas suas dificuldades compõe esse belíssimo poema que está encrustado na Bíblia junto com outros Salmos belíssimos, que é conhecido pela tradição do povo hebreu como o Salmo do servo fiel ou do justo sofredor.

Imaginavam na tradição Hebraica a vinda de um Messias e quando você decidir se eles estão Maria na terra o reino de Deus um mundo de paz de amor de harmonia sem guerra sem Justiça Sem sofrimento o mundo de fraternidade Suprema, mas antes da vinda do Reino de Deus, segundo algumas tradições, seria necessário a vinda de um servo fiel, a vinda de um servo sofredor.

Essa tradição está registrado também no capítulo 52 e 53 do profeta Isaías, portanto quando o Salmo começa cantando “Meu Deus, meu Deus por que me desamparaste”, é uma forma poética, um lamento poético do justo; daquela pessoa honesta sem nenhuma mancha que se oferece em sacrifício, que sofre aparentemente sem uma justa razão.

salmo 22 espiritismo 2

Nessa tradição, eles acreditavam que o Messias seria um servo sofredor que se curvaria, que levaria nos seus ombros toda a carga de ódio e de sofrimento da humanidade. Enquanto não viesse esse messias, que sofresse pelos homens, que levasse nos ombros toda a carga de mágoas de ódio e de agressividade do ser humano, não se implantaria na Terra o Reino de Deus.

Portanto, no momento em que Jesus, na cruz, abandonado, com os discípulos atemorizados, aparentemente derrotado, pronuncia o Salmo 22, ele deixa uma lição maravilhosa: a lição de que começava a se instaurar na Terra o Reino de Deus.

Dessa forma, quando Jesus recta o Salmo 22, ele declara o final da sua missão na Terra, como tinha profetizado Davi. O fato de Davi ter colocado a palavra abandonar ou desamparar em suas palavras, quando compôs o poema profético, ele poderia ter interpretado a visão futura de Jesus na cruz como se Deus o estivesse abandonando.

Mas esta é a opinião do Espiritismo do Salmo 22. Existem outras visões sobre esse mesmo tema e não pode o Espiritismo tomar para si a responsabilidade de tomar essa teoria como verdade absoluta.

Veja mais:

Fonte: Transcirção da fala de Haroldo Dutra no vídeo “#23 – Por que me abandonaste?”. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=-W8DN8IlfUM.

Tags adicionais: meu deus meu deus porque me abandonaste espiritismo, salmo 22 espiritismo, salmo 22 visao espirita, deus meu deus meu porque me desamparaste, pai porque me abandonaste, salmo meu deus porque me abandonaste, deus porque me abandonaste, salmo, Eli Eli lemá sabachtáni, canto de jesus meu deus, salmo 21 significado, salmo 22 significado.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu