Médium de cura João Berbel diz que o médium só cai por dinheiro sexo e vaidade

Médium de cura João Berbel diz que o médium só cai por dinheiro sexo e vaidade

Médium de cura João Berbel diz que o médium só cai por dinheiro sexo e vaidade
5 (100%) 10 vote[s]

João Berbel também é médium de cura, mas ele trabalha conforme as normas espíritas. Ao site Folha de São Paulo, o médium comentou sobre o caso João de Deus.

João Berbel trabalha como médium de cura, incorporando o médico Ismael Alonso y Alonso, ex prefeito de Franca, em 1964.

O centro espírita em que o médium realiza seus trabalhos é no Instituto de Medicina do Além, o IMA, que em tempos normais chega a receber 7.000 pessoas, mas nesses últimos dias está tão lotado como de costume.

Segundo a Folha de São Paulo, o médium dizia ao microfone na ocasião: “Não deem dinheiro, ninguém está autorizado a receber nenhum dinheiro aqui. Dai de graça o que de graça recebeu”.

Enquanto autografava alguns livros, disse: “Um médium só é derrubado por dinheiro, sexo e vaidade”.

Essa fala foi motivada pelo caso do outro médium (não espírita), João de Deus, envolvido em denúncias de abuso sexual, porte ilegal de armas e outras coisas em que a polícia ainda está investigando.

Devido também se chamar João, ele falou: “Já até me confundiram com ele por causa do nome, mas não tenho nada a ver com isso”.

João Berbel disse que foi necessário que houvesse o escândalo, mas que a verdadeira justiça será feita por Deus. Além disso, Berbel disse ter ficado com o coração apertado por causa do ocorrido com João de Deus e desejou que Deus o iluminasse.

O Instituto Medicina do Além está localizado em Franca, cidade com cerca de 350 mil habitantes.

No IMA, os pacientes não são encaminhados para atendimento individualizado. Após o atendimento, um receituário é passado, mas os medicamentos são fornecidos GRATUITAMENTE no local.

Nos atendimentos também não são feitos cortes abertos, não são usadas lâminas.

Para a renda do IMA, os frequentadores ficam livres para fazer doações, alem de serem realizadas vendas de livros, rifas, bazares, eventos (almoços e jantares) e uma cantina.

O médium João Berbel diz que a queda na quantidade de visitantes no local não tem a ver com o caso João de Deus, mas sim com as festas de fim de ano.

“É que não pode ingerir nenhum tipo de carne nem beber ou fumar 7 dias antes da cirurgia e 15 dias após. Isso afasta as pessoas nessa época do ano”.

Fonte: Folha de São Paulo

Tags adicionais: caso joao de deus, joao de deus, joao berbel, instituto medicina do alem, ima.

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu