O que é Projeção Astral segundo o Espiritismo

O que é Projeção Astral segundo o Espiritismo

O que é Projeção Astral segundo o Espiritismo
5 (100%) 4 vote[s]

O que é a Projeção Astral e outros termos relacionados

Ao navegar na internet, ler livros espiritualistas, vídeos no YouTube, ou até mesmo em alguma palestras você já deve ter se deparado com o termo Projeção Astral. Ela existe mesmo? E se existe, o que significa Projeção Astral?

Sim! a Projeção Astral existe. Sim! a Projeção Astral é real.

Projeção Astral é uma espécie de experiência extracorpórea, na qual o indivíduo ao deitar e dormir, em certa fase do sono, tem seu perispírito, ou corpo astral, separado do corpo físico. Dessa forma seu perispírito fica livre para ter contato com o plano espiritual, podendo visitar pessoas desencarnadas, visitar colônias espirituais ou até mesmo ficar na Terra mesmo.

A Projeção Astral pode receber alguns outros nomes, sendo este o termo mais genérico. Os espíritas, em especial o codificador do Espiritismo, Allan Kardec, trouxe-nos um sinônimo a este termo, chamado Emancipação da Alma, que é muito bem explicado em sua obra, O Livro dos Espíritos.

A Projeção Astral pode ainda receber o nome de Desdobramento Espiritual, ou somente Desdobramento. Por fim, todos eles explicam o mesmo processo.

Esse processo ocorre, pois só quem precisa dormir é o corpo físico, nosso corpo espiritual não precisa. Dessa forma, durante o sono, nosso espírito fica mais desprendido do corpo, permitindo uma aproximação com o plano espiritual.

Fazer a Projeção Astral é Perigoso?

projeção astral é perigoso w

No geral a projeção astral ou emancipação da alma é um processo natural e praticamente inevitável. Não há como fugir. Todos nós saímos do nosso corpo durante a noite fazemos nossa viagem astral.

Portanto, fazer a projeção astral não é perigoso. Porém é interessante apontar o fato de que nem todos têm o hábito de fazer orações durante o dia, antes de dormir; assim como a maioria de nós não temos o hábito de cultivar bons pensamentos durante o dia. A falta de atitude quanto a esses bons hábitos podem fazer a diferença durante a emancipação da alma, fazendo com que o processo seja ruim e que o nosso perispírito seja atraído para lugares que tenham o mesmo padrão vibratório que o nosso.

O mesmo vale para quem tem inúmeros outros tipos de maus hábitos, desde a alimentação desregrada, principalmente antes de dormir, até os vícios em geral, assim como o sexo animalesco e desregrado. Cultivar todos estes maus hábitos e querer ter uma projeção astral saudável seria querer demais, concorda!?

A regra é clara! Nosso espírito, esteja ainda encarnado ou desencarnado só pode seguir o destino ao qual sua vibração energética permite. E se formos para lugares ruins poderemos sofrer intensa vampirização por espíritos malfazejos.

Não é possível morrer durante a projeção astral! Embora possamos estar na presença desses espíritos malfazejos, eles não tem a capacidade de cortar o nosso “cordão de prata”, nome dado à estrutura que liga o corpo espiritual ao corpo físico e que pode “esticar” infinitamente, não importando o quão distante o corpo espiritual estiver. Este cordão só pode ser rompido no momento da morte física.

Também não é possível ficar fora do corpo para sempre, pois só se fica em desdobramento espiritual muito prolongada quem está com o corpo físico muito doente, num estado de coma, por exemplo, beirando a morte do corpo físico.

Como ter um Desdobramento Espiritual consciente?

desdobramento espiritual consciente 2

Como fazer a projeção espiritual consciente é motivo de muita dúvida entre os iniciantes dos ensinamentos espiritualistas.

Atualmente são diversos os livros que ensinam a fazer o desdobramento espiritual consciente. Para isso, os autores sugestionam diversas técnicas que não iremos citar nesse artigo, mas que devem ser analisados cuidadosamente para não cairmos nas armadilhas do marketing, da comercialização sem controle, mas também devem-se fazer os devidos testes.

Cada “professor” de desdobramento espiritual consciente tem uma ou mais técnicas disponíveis para o ensino, cada uma se adequando mais para cada tipo de pessoa.

Dentro da Doutrina Espírita não vemos com frequência esses professores, pois a Doutrina não tem como objetivo ensinar tais técnicas. O Espiritismo apenas elucida o processo.

A Emancipação da Alma segundo o Espiritismo e o O Livro dos Espíritosemancipação da alma espiritismo 2

Na obra O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec, especificamente no capítulo VIII, podemos encontrar uma explicação excelente sobre o processo de Emancipação da Alma e uma descrição apurada dos fenômenos que podem ocorrer durante o período de sono do corpo físico. Fenômenos estes que frequentemente associamos a coisas sem importância, mas que podem ser um reflexo de como anda o nosso estado vibracional:

“O sono liberta parcialmente a alma do corpo. Quando o homem dorme,momentaneamente se encontra no estado em que estará de maneira permanente após a morte. Os Espíritos que logo se desprendem da matéria, ao morrerem, tiveram sonhos inteligentes. Esses Espíritos, quando dormem, procuram a sociedade dos que lhes são superiores: viajam, conversam e se instruem com eles; trabalham mesmo em obras que encontram concluídas, ao morrer. Destes fatos deveis aprender, uma vez mais, a não ter medo da morte, pois morreis todos os dias, segundo a expressão de um santo.”

“Freqüentemente dizes: “Tive um sonho bizarro, um sonho horrível, mas que não tem nenhuma verossimilhança”. Enganas-te. E quase sempre uma lembrança de lugares e de coisas que viste ou que verás numa outra existência ou em outra ocasião. O corpo estando adormecido, o Espírito trata de quebrar as suas cadeias para investigar no passado ou no futuro.”

“O sono é a porta que Deus  lhes abriu para o contato com os seus amigos do céu; é o recreio após o  trabalho, enquanto esperam o grande livramento, a libertação final que deve restituí-los ao seu verdadeiro meio.”

Relato de Emancipação da Alma no Espiritismo

No livro Entre a Terra e o Céu, ditado a Francisco C. Xavier, pelo espírito Andre Luiz, uma mulher, chamada Antônina, tem a oportunidade de ver seu filho falecido (Marcos) no mundo espiritual.

Ela acha que a criança está feliz com sua vida no plano espiritual. Ela se sente maravilhada com a experiência.

Mas quando seu espírito é colocado de volta em seu corpo, o líder da equipe (Clarêncio), que acompanhava a experiência de Antônia , com quem Andre e Hilario estão ajudando, diz:

“Nossa amiga não pode aguentar a lembrança do que ocorreu”, afirmou Clarencio.

“Por que não?” Perguntou Hilario.

“Muito poucos espíritos são capazes de viver na terra com as visões da vida eternas. Eles precisam do ambiente do crepúsculo interior. Uma memória completa do que ocorreu resultaria em uma saudade fatal “, respondeu Clarêncio.

Mas Clarêncio explicou mais detalhadamente e mais pacientemente:

“Cada estágio da vida é caracterizado por propósitos especiais. O mel pode ser um néctar saboroso para a criança, mas não deve ser dado indiscriminadamente – demais e torna-se um laxante. Enquanto estamos no envelope terrestre, não podemos ficar em contato com o mundo dos espíritos por muito tempo ou nossa alma perderá o interesse em lutar de maneira digna até o fim da vida carnal.

Veja mais:

Livro Grátis! Entre a Terra e o Céu (André Luiz e Chico Xavier)

Relato: Os espíritos do Umbral que não puderam ser salvos

Antônina lembrará nossa viagem, mas apenas vagamente, como alguém que traz uma imagem bela mas embaçada à arena viva de sua alma. Mas ela se lembrará de seu filho mais vividamente, o suficiente para ela se sentir tranquilizada e convencida de que Marcos está esperando por ela na Vida Maior. Essa certeza será uma alimentação doce para o coração dela “.

Os sonhos que você lembra são provavelmente cheios de simbolismo que representa a sua nebulosa lembrança do que ocorreu. O ponto importante a ter em mente é que se você acordou feliz e atualizado, seu sonho foi uma experiência positiva no domínio espiritual. Considerando que, se você sonhou com situações de conflito e acordou agitado, então pense cuidadosamente sobre o caminho em que você está, pode ser uma mensagem para mudar.

entre a terra e o ceu andre luiz 2

Fontes: O Livro dos Espíritos (Allan Kardec), Entre a Terra e o Céu (Chico Xavier), Brian Foster (no site: https://nwspiritism.com/)

 

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu