Pai de jovem assassinado diz ter encontrado a paz após receber carta psicografada

Pai de jovem assassinado diz ter encontrado a paz após receber carta psicografada

Pai de jovem assassinado diz ter encontrado a paz após receber carta psicografada
5 (100%) 11 votes

Segundo o site topmídianews, um grupo de 3 pessoas havia perseguido o jovem Luiz Henrique de Souza Barbarotti,  de 20 anos, e seus amigos após uma briga corporal.

Tudo começou quando Luiz havia levado seus cães para dar um passeio juntamente com alguns amigos.

Em seguida, dois homens haviam chegado numa casa e abriram um portão, fazendo com que dois cachorros escapassem, um deles era um pit bull, que partiu para atacar os jovens. Estes lutaram com os animais para tentar afastá-los, mas o dono dos animais não gostou, dando início a uma luta corporal.

Luiz e os amigos foram embora do local, mas os dois homens, um deles agora armado, chamaram mais uma pessoa e partiram para a perseguição até encontrar Luiz, que ainda estava na presença de seus amigos.

Iniciou-se uma nova discussão terminando com o jovem Luiz sendo baleado pelas costas.

O pai de Luiz Henrique, José Nilton, de 54 anos, diz que somente ‘encontrou a paz’ ao receber cartas psicografadas pelo filho.

Em entrevista ao site de notícias G1, ele diz:

Tive dias de desespero muito grande e fomos em quase todas as igrejas da cidade. A resposta era sempre a mesma e aquilo não nos consolava.

Eu pensava que não tive a oportunidade de me despedir dele e isto estava me consumindo. Um dia aqui na loja, uma pessoa veio e me sugeriu buscar o espiritismo. Eu continuei sem consolo até que um amigo veio aqui também e me disse para parar de incomodar o meu filho

José Nilton ficou irritado com aquele homem que veio lhe falar aquilo e chegou a pedir para que ele saísse de sua loja, mas aquele homem insistiu mais um pouco.

Na ocasião da insistência, aquele homem havia o colocado em contato com outro pai, que também havia perdido o filho ainda jovem num acidente, voltando pra casa.

Na época, estes pais também ficaram muito mal e chegaram a tentar o suicídio.

Mesmo assim José Nilton ainda ficou com o pé atrás. Mas conversando dia após dia com sua esposa sobre o assunto, então foram até a cidade de Neves Paulista, no interior de São Paulo, onde se fazia um trabalho com pais enlutados.

Segundo conta José Nilton ao G1, a mensagem era rica em detalhes.

“Ele conta da briga que aconteceu. O antes, o durante e o depois. Fala também da sua passagem pela terra, das manias que tinha, inclusive de saquear a geladeira antes da janta, dos animais que ele sempre amou, dos amigos e até da chácara que gostávamos muito de ir. Após ler, ficamos calmos, tranquilos, mas, ainda assim, com o pé atrás. Foi neste momento que decidimos estender a viagem e entender melhor o lugar que estávamos, o que existia no entorno, como as pessoas são tratadas”.

Passado mais algum tempo, logo receberam uma segunda carta. Segundo o pai, esta foi muito mais detalhada:

Esta é muito mais rica em detalhes e inclusive a guardamos como uma joia em nossa casa. É uma preciosidade que temos e, quando a saudade aperta muito, eu leio e releio. Meu filho disse inclusive para minha esposa parar de esperá-lo no portão, de cheirar a cama, o travesseiro, algo que ela fez muito. Ele também diz que está muito vivo, muito mais do que nós, pedindo que ajudemos outros pais.

Logo após a primeira carta, o casal teve que lidar com as críticas da família, que não dava muito crédito à experiência espírita.

Eles não aceitam muito o que aconteceu, disseram que estávamos todos loucos e como evangélicos, estavam acreditando nisto. Meu filho inclusive comentou isto na carta e pediu pra gente não desistir de ajudar outros pais. Agora, eu brinco que sou tricolor, pois sou um grande admirador do Papa Franscico, continuamos evangélicos e também passamos a respeitar muito o Chico Xavier. Tudo o que vivemos foi uma lição sem tamanho, fora do comum.

O pai do jovem desencarnado diz que este dia dos pais vai ser um dia de paz e diz que pais enlutados devem “se mexer”.

Em um momento de descontração, José Nilton diz que é uma pessoa “tricolor”: evangélico, mas admirador do Papa Francisco e que aprendeu a admirar a pessoa que foi Chico Xavier.

Veja mais:

Psicografia de Chico Xavier – Cresçamos para o bem

30 frases para esquecer o passado e ser feliz

Como se livrar do sentimento de culpa 

Fontes:

Entrevista com José Nilton: https://g1.globo.com/

Detalhes sobre o ocorrido: http://www.topmidianews.com.br/

Tags adicionais: carta psicografada consola pais, pais de luto, pai psicografia filho, psicografia, psicografia do filho.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu