Pensamentos Obsessivos – Obsessores usam seu próprio pensamento contra você!

Pensamentos Obsessivos – Obsessores usam seu próprio pensamento contra você!

Pensamentos Obsessivos – Obsessores usam seu próprio pensamento contra você!
5 (100%) 12 votes

Pensamentos obsessivos ampliados pela influência espiritual

Existem muitas maneiras para uma pessoa se tornar obsediada através da indução de pensamentos. Mas no livro Ação e Reação, de Francisco C. Xavier, ditado pelo espírito André Luiz, há um exemplo de um método usado para fazer com que uma pessoa se torne alvo de uma obsessão, usando o próprio padrão de pensamento contra a própria pessoa.

Mas o que é Obsessão?

“A dominação de seus pensamentos ou sentimentos por uma ideia persistente, imagem, desejo, etc.”

O Espírito de André Luiz conta um caso em que desencarnados amplificam as próprias obsessões do encarnado

No livro Ação e Reação, André Luiz estuda nas Zonas Inferiores quando encontra uma mulher que pede que ele e seus amigos a ajudem a ajudar o filho.

Ela diz a eles que seu filho, Luís, está sendo obsediado por causa dos erros de seu pai. [Não confundir André Luiz com o jovem Luís]

Luis, agora, é transformado em um homem com esposa e filhos. Seu pai assassinou seus dois tios, então apenas ele ficaria com a herança. Com o pai morto e fora do alcance, os tios no mundo espiritual, estes dois tios estão se concentrando em destruir a vida de seu sobrinho. Tudo por vingança.

Andre Luiz viaja para a casa e encontra o ambiente cheio de espíritos miseráveis. Espíritos que estão obcecados com o mundo material e o tesouro.

Esses pobres espíritos não conseguiram deixar a zona inferior por causa de sua incapacidade de libertar-se de seu desejo por riquezas na terra. Eles ainda não aprenderam a olhar para cima e seguir o caminho do amor e serviço aos outros.

Veja mais: Novela baseada em obra de Chico Xavier foi cancelada após 12 capítulos

allan kardec obsessao espiritismo 2

André e companhia andam pela casa. Eles localizam o filho, liberto de seu corpo físico durante a noite, admirando as pilhas de dinheiro em seu escritório, lá eles encontram os dois tios.

Após uma breve conversa com os dois malfeitores, Silas, o líder da equipe de André, resume a situação:

– O esclarecimento nos faz crer que este homem, – e designou Luís, que prosseguia fascinado pelos maços de cédulas da gaveta abarrotada –, além do apego enfermiço à precária riqueza humana, ainda sofre a pressão de outras mentes, alucinadas quanto à dele, nos enganos da posse material. Neste caso, o doentio desejo de que se sente objeto é naturalmente elevado à tensão máxima…

Um dos desencarnados explica como fazem para amplificar os pensamentos obsessivos da vítima

Um dos tios, Leonel, orgulhosamente reconhece o que acaba de ser dito e como todos os criminosos, ele não pode esperar para descrever exatamente como a ação foi realizada:

– Sim, aprendemos nas escolas de vingadores que todos possuímos, além dos desejos imediatistas comuns, em qualquer fase da vida, um “desejo-central” ou “tema básico” dos interesses mais íntimos. Por isso, além dos pensamentos vulgares que nos aprisionam a experiência rotineira, emitimos com mais freqüência os pensamentos que nascem do “desejo-central” que nos caracteriza, pensamentos esses que passam a constituir o reflexo dominante de nossa personalidade….

… Desse modo, é fácil conhecer a natureza de qualquer pessoa, em qualquer plano, através das ocupações e posições em que prefira viver. Assim é que a crueldade é o reflexo do criminoso, a cobiça é o reflexo do usurário, a maledicência é o reflexo do caluniador, o escárnio é o reflexo do ironista e a irritação é o reflexo do desequilibrado, tanto quanto a elevação moral é o reflexo do santo…

… Conhecido o reflexo da criatura que nos propomos retificar ou punir é, assim, muito fácil superalimentá-la com excitações constantes, robustecendo-lhe os impulsos e os quadros já existentes na imaginação e criando outros que se lhes superponham, nutrindo-lhe, dessa forma, a fixação mental.

Veja mais: Influência dos espíritos em nossos pensamentos e atos

a genese allan kardec frases obsessao 2

E, sorrindo, o inteligente perseguidor disse, sarcástico:

– Cada um é tentado exteriormente pela tentação que alimenta em si próprio.

André e seus companheiros ficam surpresos com a explicação sucinta do malfeitor. Capta-se o estado mental da vítima, use-a, amplie-a plantando ainda mais a mesma coisa no gerador de pensamentos e você terá um ciclo de feedback cada vez mais eficaz.

Como evitar os pensamentos obsessivos?

Nosso cérebro absorve essas ideias mais do que sabemos. Mas nossa mente também irradia pensamentos para o mundo. Somos um instrumento delicado que deve ser mantido em harmonia em todos os momentos.

O estresse moderno nos abre e nos torna vulneráveis a influências externas sobre nossos sentimentos. Proteja-se contra os mesmos pensamentos repetidamente em sua mente, eles podem ser usados contra você.

Se você estiver pensando em excesso em coisas negativas, tire um tempo para tentar diminuir o ritmo mental. Medite e use sua fé para perdoar e esquecer, concentre sua energia em empreendimentos positivos.

Veja mais: Médiuns Inspirados – Todos nós somos?

Nunca, jamais deixe o hábito da oração! A oração é um prerrequisito fundamental para dispersar ao máximo influências perniciosas e serve, dentre inúmeras outras funções, como um elemento de ligação com o Pai Maior e nos permite fazer uma higiene mental inimaginável.

Assim como o nosso corpo físico, que devemos fazer um inventário às vezes para garantir nossa boa saúde, devemos fazer o mesmo mentalmente.

Faça um balanço do que te motiva. Examine seus desejos e planos para o futuro. Moderar suas aspirações e seguir em frente com seus planos usando apenas intenções honradas e tudo estará certo.

Fonte: Para a confecção deste artigo foram usados trechos do texto “Obsession – How Unkind Spirits Can Use Your Mind Against You“, de Brian Foster;

Trechos do livro “Ação e Reação” – Psicografia de Chico Xavier pelo Espírito de Emmanuel.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu