Psicografia de criança com Síndrome de Down pede que seus pais parem de se culpar pelo desencarne.

Psicografia de criança com Síndrome de Down pede que seus pais parem de se culpar pelo desencarne.

A psicografia a seguir foi extraída a partir da transcrição de um vídeo do médium Orlando Noronha. A comunicação é por conta de um espírito, ainda no estágio infantil, dizendo que está se adaptando ao plano espiritual com a ajuda da avó. Na ocasião a mesma pede para que os pais não se sintam culpados pelo desencarne.

Início da comunicação:

Pai Roberto, mãe Andressa… Não estou aqui sozinha. Estou acompanhada por aquela que vim saber ser a minha avó Elizabeth. Sou aquela criança com o coração melhor, que em melhor.

Vovó me ajuda a escrever e me é como uma caixa e som, que reflete o que penso. Acordei aqui e achei que sonhava, mas eu escutava você e a mamãe chorando. A vó me disse que era vocês sentindo a minha falta.

Veja mais: Psicografia: Lucas tentou se comunicar com a família pensando que ainda estava encarnado.

Eu tive uma grande conversa com a vovó e ela me ensinou algumas coisas. E isso me fez lembrar vocês me ensinando e explicando as coisas.

E o coração de meus pais me faziam sentir a filha normal sem qualquer outra modificação.

A vovó me deu umas aulinhas aqui do por quê de eu ter vivido desse jeito, que é uma palavra difícil (Síndrome de Down).

Pai. Eu vim ao teu lado no ônibus de Santa Catarina até aqui (lugar onde se realizaria a sessão de psicografia). E a vovó me ensinou o que aconteceria aqui. Encontrei um tio chamado Abelha, que me disse como iria acontecer.

Veja mais: Psicografia de homem resgatado após 18 anos de desencarnado devido vício do cigarro

Ele me disse: Aninha, é como num teatro de bonecos. Você vai pegar na mão do boneco, com a ajuda da vó e vai falando tudo o que você pensa.

Ôh pai! Eu quero dizer para você e para a mamãe que vocês não atrasaram em nem um minuto para me levarem ao hospital. Eu estava me sentindo esquisita, mas não me importei.

Veja mais: Psicografia de Maristela mostra arrependimento por ter desencarnado pelo vício do álcool

Não fiquem se cobrando sobre o que será que faltou para terem me levado antes para o médico.

Pai, sua abelhinha não foi embora da vida de vocês e da minha irmãzinha Ana Luiza. A minha irmãzinha irá crescer e precisa de vocês.

Sabe! Obrigado por me ajudarem. Força, papai e mamãe. Aqui irei treinar a escrever. Não se preocupem comigo, eu estou sem mais nada.

Fica aí um desenho para colocar no quadro.

Ana Flávia.

Veja mais: Psicografia — Diretor da Chapecoense relata socorro espiritual após tragédia

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu