Psicografias espíritas recentes #3 – Carnaval, bebida e sarjeta

Psicografias espíritas recentes #3 – Carnaval, bebida e sarjeta

Psicografias espíritas recentes #3 – Carnaval, bebida e sarjeta
4.1 (81.82%) 11 votes

NOTA: A responsabilidade pela comunicação obtida através dessa psicografia é do Grupo de Socorrista Obreiros  do Senhor Gerônimo Mendonça Ribeiro.

Os médiuns da casa frenquentemente recolhem psicografias de desencarnados ainda no estado de perturbação, ou seja, no momento em que está ocorrendo o resgate espiritual daquelas entidades.

Dessa forma o médium psicógrafo com auxílio dos mentores da casa recolhem informações sobre o estado em que aqueles espíritos sofredores estavam passando.

Na comunicação abaixo o irmão desencarnado (atualmente já socorrido e em estado de recuperação), falou sobre sua experiência juntos aos encarnados na época do carnaval.

Nem a psicografia, nem o nosso blog tem a intenção de denegrir a imagem da festa de Carnaval, pois sabe-se que o espetáculo carnavalesco, sendo curtido com sabedoria e responsabilidade não traz danos morais, espirituais e físicos.

Saiba mais sobre a opinião do Espiritismo e o Carnaval, clicando aqui.

Psicografia espírita recente – Carnaval, bebida e sarjeta

PSICOGRAFIA DO IRMÃO “ERNESTO”, DO UMBRAL, FUGIU PARA O CARNAVAL, ACABOU NA SARJETA BEBENDO COM ENCARNADOS, SOCORRIDO NOS TRABALHOS DA NOITE DE 27/03/2017.

Levantar pra quê? Ser bom pra quê? Essa vida é assim mesmo, muita gente ruim, muita gente que se aproveita dos outros, eu que não quero mais ninguém perto de mim, não.

Me deixa aqui no chão mesmo. Estava mesmo, bebendo, me esbaldei na festa, igual todo mundo, também sou filho de Deus, você não acha?

Só porque sou pobre e feio, porque não posso me divertir com eles. Eu também não tinha dinheiro.

Pra falar a verdade, nem estava bom lá, mas o que mais eu iria fazer? Pelo menos estava melhor do que o outro lugar, de antes.

Ali na festa, estava tudo sujo, fedido, e tinha um monte de gente com careta de monstro, igual minha cara, mas lá era bem mais sujo, mais feio até. Só que fui bebendo, fui me largando e fui ficando aqui, na calçada mesmo.

E nem quero sair, porque, olhe, de verdade, nem vou mais tentar lugar nenhum.

Eles disseram que vão me levar com eles, pra que eu tenha o cuidado e o carinho que preciso, que Deus é só Amor e Compaixão, que permitiu que eu fosse socorrido, que chegou a minha hora.

Está bom, então, eu agradeço, nem sabia que Deus existia, olha lá se ligava pra mim. Graças a Deus.

Ernesto.

Veja mais:

Tags adicionais: Tags adicionais: psicografias espiritas recentes, psicografias, psicografias 2018, psicografias de entes queridos, psicografias mais recentes, site de psicografia, psicografia alcool, psicografia carnaval.

Gostou? Então COMPARTILHE!
Fechar Menu