Reencarnar em outro sexo – Quando é preciso?

Reencarnar em outro sexo – Quando é preciso?

Reencarnar em outro sexo – Quando é preciso?
5 (100%) 10 vote[s]

Um espírito que reencarna em outro sexo – Por quê?

O presente artigo mostra uma das ocasiões em que a sabedoria divina permite que um espírito reencarne em outro sexo para que o mesmo repare suas más ações.

De forma alguma o texto esgota o assunto em questão, apenas mostra o assunto de um dos seus ângulos.

Em O Livro dos Espíritos, somos informados por meio dos espíritos colaboradores de que o espírito pode ser reencarnado como um ou outro sexo.

Nos livros de Francisco C. Xavier, aprendemos que as famílias tendem a reencarnar e os espíritos de um sexo tendem a permanecer nesse gênero.

Espíritos mais elevados, perdem o gênero, pois depois de incontáveis anos de vidas e experiências equilibraram as características de ambos os sexos.

Portanto, parece que a mudança de gênero é um processo lento de evolução para muitos espíritos. Mas, no livro Ação e Reação, uma das obras da série de livros de André Luiz, psicografadas por Francisco (Chico) C. Xavier, aprendemos de outras razões pelas quais os espíritos são enviados de volta à Terra em um gênero diferente daquele que eles tiveram por último. Tempo.

Silas ensina a Andé Luiz o motivo de alguns espíritos serem enviados para a reencarnação em um corpo com o sexo oposto ao de suas antigas encarnações

Silas, que é o mentor de André, fala sobre a alteração de gênero para um espírito de uma vida para outra:

Considerando-se que o sexo, na essência, é a soma das qualidades passivas ou positivas do campo mental do ser, é natural que o Espírito acentuadamente feminino se demore séculos e séculos nas linhas evolutivas da mulher, e que o Espírito marcadamente masculino se detenha por longo tempo nas experiências do homem.

reencarnar em outro sexo 2

Contudo, em muitas ocasiões, quando o homem tiraniza a mulher, furtando-lhe os direitos e cometendo abusos, em nome de sua pretensa superioridade, desorganiza-se ele próprio a tal ponto que, inconsciente e desequilibrado, é conduzido pelos agentes da Lei Divina a renascimento doloroso, em corpo feminino, para que, no extremo desconforto íntimo, aprenda a venerar na mulher sua irmã e companheira, filha e mãe, diante de Deus, ocorrendo idêntica situação à mulher criminosa que, depois de arrastar o homem à devassidão e à delinquência, cria para si mesma terrível alienação mental para além do sepulcro, requisitando, quase sempre, a internação em corpo masculino, a fim de que, nas teias do infortúnio de sua emotividade, saiba edificar no seu ser o respeito que deve ao homem, perante o Senhor.

Portanto, segue esta imensa lição para aquele que se aproveita de seu sexo, masculino ou feminino para prejudicar o outro. Esforcemo-nos por respeitar nossos cônjuges da melhor forma possível para que não tenhamos que aprender no mesmo tipo de corpo que as vítimas anteriores.

É o corolário da Regra de Ouro, que é usada para nos ensinar nossos erros: “Outros farão a você, como você fez com eles.

Fonte: Nesse artigo foram usados trechos do autor americano Brian Foster, disponível em: https://nwspiritism.com/; além de trechos da obra de Chico Xavier, Ação e Reação.

Tags adicionais: sexo espiritos, sexo dos espiritos, genero dos espiritos, genero espiritos, reencarnar em outro sexo

Gostou? Então COMPARTILHE!

Hugo Gimenez

Hugo Gimenez é o editor do blog O Estudante Espírita. Fisioterapeuta formado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), começou suas primeiras leituras da Doutrina Espírita com 15 anos de idade. Hoje em dia, se interessa não só por literaturas próprias do Espiritismo, mas também por assuntos de espiritualidade em geral.
Fechar Menu